• LACEN

Notícias

16/12/2014

Laboratório Central do Estado completa 120 anos

Criado em 1894, o Laboratório de Analyses Chimicas e Microscopicas, que deu origem ao Lacen-PR, surgiu da necessidade de se criar instrumentos públicos para combater a fraude na fabricação de produtos disponíveis à venda. Idealizado pelo Inspetor-Geral de Higiene Trajano Reis, o serviço iniciou suas atividades realizando análises de alimentos, bebidas, medicamentos, água potável e exames de diagnóstico de doenças.
No decorrer do tempo, o laboratório foi incorporando novas técnicas, ampliando a variedade de análises e se expandindo para todo o Paraná. Hoje, além das unidades Guatupê e Alto da XV, a rede Lacen-PR conta ainda com um laboratório de fronteira (Foz do Iguaçu) e mais oito laboratórios regionais de referência.
Atualmente, a unidade realiza aproximadamente 400 mil análises por ano e é reconhecida internacionalmente pelo trabalho desenvolvido. Em 2013, a coordenadora do programa global de Influenza da Organização Mundial da Saúde, Wenqinq Zhang, veio ao Paraná para conhecer o monitoramento dos vírus respiratórios implantado pelo laboratório.
Entre suas atribuições, o Lacen-PR é responsável pela confirmação laboratorial de casos de dengue, gripe, tuberculose e outras doenças, o controle de qualidade do programa leite das crianças, a análise de resíduos de agrotóxico em alimentos e o processamento de amostras de bactérias multirresistentes.
Além disso, há dois anos o Lacen-PR obteve o nível E de qualidade e biossegurança, classificação máxima concedida pelo Ministério da Saúde aos laboratórios de saúde pública do país. ”Tudo isso é fruto do grande investimento feito para a qualificação dos serviços através da compra de equipamentos de última geração e capacitação permanente dos profissionais”, ressaltou a diretora-geral do Laboratório Central do Estado, Célia Fagundes.

Desde 2011, o Estado investiu R$ 5 milhões na renovação e ampliação do parque tecnológico do laboratório. Um dos equipamentos adquiridos possibilita a análise de até 16 agentes biológicos ao mesmo tempo, dando diagnóstico preciso e ágil.


HOMENAGENS – Durante o evento desta quarta, 34 personalidades de destaque na história do Laboratório Central receberam uma homenagem da Secretaria da Saúde. Entre os homenageados estavam servidores (ativos e aposentados), diretores e diversas outras autoridades que contribuíram com a evolução da área laboratorial no Paraná. Um deles foi ex-secretário estadual de Saúde, Armando Raggio, responsável pelo projeto de construção da primeira etapa de implantação da sede Guatupê do Lacen-PR. “É importante ver que esta gestão tem dado continuidade ao que fizemos há mais de 10 anos. Fico feliz por saber que o Lacen-PR cresce a cada dia”, disse.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.