• LACEN

Vigilância Sanitária

Divisão dos Laboratórios de Vigilância Sanitária e Ambiental (DLVSA)

Na área de Vigilância Sanitária e Ambiental incorpora análises de verificação das condições higiênico-sanitárias, qualidade, identidade e inocuidade para fiscalização dos produtos sujeitos ao controle sanitário e amostras relacionadas à Vigilância Ambiental, definidas e priorizadas através de indicadores epidemiológicos e de risco sanitário e ambiental.
Participa da investigação de surtos alimentares e de veiculação hídrica, através das análises microbiológicas.
O envio das amostras de água, alimentos, medicamentos, saneantes, correlatos e cosméticos ao LACEN/PR deve ser através das Vigilâncias Sanitária e Ambiental Regional e Municipal.
  • Seção de Apoio Administrativo e Laudos
Responsável pelo recebimento, envio e arquivamento da documentação relativa à Divisão, bem como a organização e encaminhamento dos laudos analíticos.
  • Seção de Físico-química de Água
Atendendo a reclamações e a programas da Vigilância Sanitária e Ambiental, de acordo com a legislação sanitária, realiza análises físico-químicas (alumínio, amônia, cianeto, cobre, cromo, ferro, flúor, manganês, nitrato, nitrito, sílica, sulfato, zinco, turbidez, resistividade, condutividade, STD, pH), cujos parâmetros são avaliados de acordo com o tipo de água analisada (in natura, tratada, mineral e reagente).
Realiza, também, ensaios em amostras de água para hemodiálise e provenientes de estabelecimentos de saúde, para o programa de controle de infecção hospitalar.
  • Seção de Físico-química de Alimentos
Atendendo a programas nacionais, estaduais e reclamações, são analisados alimentos de origem animal e vegetal, de acordo com a legislação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Ministério da Agricultura.
Os seguintes grupos de alimentos são analisados: carne e derivados (embutidos, enlatados, etc), leite e derivados (queijos, iogurte, manteiga, creme de leite, etc), pescado e derivados, mel e derivados (geléia real, própolis, cera, etc.), água mineral e gelo, grupos de vegetais (amido, fécula, farinhas, proteínas hidrolisadas, massas, cereais, malte, chás, café, mate, sopas desidratadas, biscoitos, conservas vegetais, óleos, gorduras, sal, açúcar, doces em pasta, frutas em calda, bombom e similares, balas, caramelos e similares, frutas secas, goma de mascar, coco ralado, chocolate, cacau, melaço, polpa de fruta, extrato de tomate, condimentos e temperos), alimentos infantis, frutas e hortaliças (frescas, refrigeradas e congeladas), ovos e derivados, produtos de confeitaria, alimentos congelados, sorvetes e refeições industriais.
De acordo com o tipo de alimento, são avaliados os seguintes parâmetros: acidez, água oxigenada, aflatoxina, amido, bases voláteis, caracteres organolépticos, caramelo, cinzas, cloretos, colesterol, pesquisa de corantes, crioscopia, densidade, extrato alcoólico, extrato aquoso, extrato etéreo, extrato seco desengordurado, extrato seco total, fosfatase, gordura, hmf, insolúveis, lactose, lipídios, nitrito, peroxidase, ranço, reação de Fehe, reação de Lund, resíduo mineral, sacarose, sólidos totais, solubilidade e umidade.
  • Seção de Físico Química de Medicamentos
Atendendo a programas nacionais e estaduais, realiza análises físico-químicas e microscópicas em medicamentos e fitoterápicos, de acordo com a forma farmacêutica e o tipo de produto.

Os medicamentos são avaliados quanto aos dizeres de rotulagem, aspecto, caracteres organolépticos, peso ou volume médio, variação de peso, friabilidade, dureza, desintegração, identificação e teor de princípios ativos, uniformidade de conteúdo, dissolução, pH, limpidez, grau alcoólico, teste de vazamento e pesquisa de produtos de degradação.

Os fitoterápicos são avaliados quanto aos dizeres de rotulagem, aspecto, caracteres organolépticos, peso ou volume médio, pH, limpidez, variação de peso, desintegração, identificação e doseamento de princípios ativos, teste de vazamento, características macro e microscópicas, pesquisa de materiais estranhos, cinzas totais e insolúveis, extração de óleos essenciais, índices de saponificação e de espuma.
  • Seção de Saneantes, Correlatos e Cosméticos
São realizadas análises físico-químicas em saneantes à base de hipoclorito de sódio (água sanitária), de iodo (solução de PVPI e tintura de iodo) e álcool desinfetante (70%). Os produtos são submetidos à avaliação de embalagem, rotulagem, aspecto, caracteres organolépticos, volume pH, limpidez, identificação e teor de princípio ativo, grau alcoólico e teste de vazamento.
Os cosméticos e correlatos são avaliados quanto à embalagem, rotulagem, aspecto e caracteres organolépticos.
  • Seção de Microscopia de Alimentos e Água
Buscando atender a legislação sanitária vigente, sobretudo a Resolução 12/78 do MS, de acordo com o tipo de produto, a água mineral e os alimentos de origem animal e vegetal são submetidos a ensaios microscópicos para a pesquisa de elementos histológicos característicos e/ou estranhos, impurezas (cascas e paus), sujidades (fragmentos de insetos, areias e partículas metálicas), insetos vivos e mortos, ácaros e fungos.
  • Seção de Microbiologia de Alimentos
Os alimentos de origem animal e vegetal, de acordo com o solicitado pela Resolução RDC 12 de janeiro de 2001 do MS, são submetidos aos seguintes ensaios: contagem padrão em placa, contagem de bolores e leveduras, contagem de Staphylococcus aureus, contagem de Staphylococcus coagulase positiva, contagem de Clostridium sulfito redutores, contagem de Bacillus cereus, NMP de coliformes à 35°C e à 45°C, NMP Vibrio parahaemolyticus, pesquisa de Salmonella spp, pesquisa de Vibrio cholarae, pesquisa de Listeria monocytogenes e prova de incubação (esterilidade comercial).
A Seção realiza também ensaios microbiológicos em alimentos suspeitos de causar toxi-infecção alimentar.
  • Seção de Microbiologia da Água
Realiza ensaios microbiológicos (contagem padrão de bactérias heterotróficas, número mais provável de coliformes totais e Escherichia coli; pesquisa de Pseudomonas spp. e Salmonella spp) em água in natura, tratada e mineral.
São realizados ensaios microbiológicos em amostras de água para consumo humano, suspeitas de causar surto de veiculação hídrica
  • Seção de Resíduos e Contaminantes
Realiza pesquisa de resíduos de pesticidas em frutas e verduras e pesquisa de drogas veterinárias (antibióticos e anti-parasitários) no leite.
  • Seção de Lavagem e Esterilização e Seção de Meios de Cultura
Servem de apoio aos serviços de microbiologia de alimentos e água da Divisão.
  • Seção de Recepção de Amostras e Triagem 
             Responsável pelo recebimento, cadastro, triagem e distribuição das amostras recebidas para análise.
  • Seção de Entomologia
Recomendar esta página via e-mail: